Noticias em Geral

Como trocar a correia dentada do motor Renault K4M

Nesta edição mostramos o procedimento correto para a substituição da correia de sincronismo dos motores utilizados por Renault e Peugeot

A correia de sincrononismo ou correia dentada tem como função transmitir o movimento do virabrequim para o comando de válvulas. Como qualquer outro item de um automóvel ela necessita de revisões periódicas e ser substituída no prazo estipulado pela fabricante do motor.

Vale ressaltar que o reparador deve alertar o cliente sobre a importância deste tipo de manutenção, pois uma correia dentada quebrada, além de deixar o motorista com o veículo parado, obriga a recorrer a um guincho ou plataforma para retirá-lo, também compromete outros componentes, o que irá tornar o reparo bem mais caro, do que simplesmente substituí-la de acordo com as recomendações.

Antes do atual SCe, a Renault utilizou nos modelos Clio, Sandero e Logan o motor K4M 1.0 16V, o qual também foi fornecido para sua principal concorrente a Peugeot, já que o mesmo propulsor equipou o hatch compacto Peugeot 206 entre 2001 e 2004.

O processo de substituição da correia dentada exige alguns cuidados e ferramentas específicas, que a Revista Reparação Automotiva mostra nesta reportagem feita no Centro de Treinamento da Schaeffler, com o técnico Attilio Gioielli.

Troca da correia dentada do motor Renault K4M

Antes de iniciar o processo de substituição, ele recomenda: “O primeiro passo é atentar a temperatura do motor, ou seja, ele deve estar em temperatura ambiente, deve estar frio. Isso irá garantir não só a segurança do profissional para evitar queimaduras, mas também as dilatações corretas das peças internas”. Ele ainda fala que, o segundo passo, mas não menos importante é o de, “retirar todas as velas do motor para evitar contra pressão e assegurar o ponto morto superior”.

Nesta matéria, o procedimento foi realizado com um motor no cavalete, porém, na oficina, não é necessário retira-lo. Assim, para melhor acesso, o indicado é remover as peças necessárias para permitir o acesso ao circuito primário do motor (roda, proteção do vão de roda, protetor de cárter, filtro de ar, coxim superior do motor, correia do circuito acessório). A Schaeffler oferece no mercado de reposição independente o kit com a correia dentada, tensionador e o parafuso de fixação.

Passo a passo troca da correia sincronizadora do motor Renault K4M

  1. Retirar as bobinas e as velas

2. Girar o motor no sentido horário até que os logotipos da Renault presentes nas polias dos comandos fiquem voltados para cima. Remova os tampões traseiros dos eixos comando e instale a ferramenta para posicionar em sincronismo as árvores de comando de válvulas (código151001).

ATENÇÃO: A ferramenta no motor deve estar posicionada de maneira correta, pois, os rasgos de encaixe da trava são descentralizados e devem ficar abaixo da linha de centro dos eixos e também pelo alinhamento do furo da aba de fixação da ferramenta com a rosca no cabeçote. Os tampões devem ser substituídos por novos.

3. Remova o sensor de rotação e instale a ferramenta para travar o volante de motores Renault  e travar as polias dos eixos de comando de válvulas
(código 151004).

Soltar a polia do virabrequim e removê-la.

Obs: Remova também o bujão Torx (localizado no bloco do motor na face voltada para o radiador) e travar o eixo virabrequim com o pino para posicionar em sincronismo a árvore de manivelas
(código 151005) para manter o primeiro cilindro no ponto morto superior.

4. Travar as engrenagens dos comandos com a ferramenta para posicionar em PMS, a árvore de manivelas (código 151002) para soltar as porcas, isso evita o esforço excessivo no eixo comando.

Retirar a ferramenta nº 151002. Soltar e retirar o tensor para retirar a correia dentada.

5. Soltar e retirar a polia do virabrequim
(polia de desvio). 

Obs: Ao montar a polia do virabrequim, observe que existe um espaçador. Aplicar um torque de 45 Nm no parafuso Torx.

6. Montar o tensor. Ele deve ser posicionando com o ressalto de sua base no alojamento existente na carcaça da bomba de água.

7. Acoplar novamente a ferramenta no sentido anti-horário. Colocar novamente a ferramenta (código 151002) para posicionar em PMS a árvore de manivelas e travar as engrenagens dos comandos que estão soltas.

Obs: Ao manusear a correia dentada não dobrar, evite vincos e encostar um dente no outro, pois pode danificar os cordonéis que compõe o item. No ponto de venda verifique como ela está armazenada. As correias penduradas em pregos ou suportes metálicos estão com a vida útil comprometida.

8. Instalar uma chave Allen 6 mm no tensor e girar no sentido horário, isso até obter a tensão máxima da correia. Travar a porca com torque de 27 Nm.

ATENÇÃO: Nesta posição, o ponteiro do tensor estará à direita. Travar as porcas das engrenagens dos comandos com torque de 30 Nm + 84º.

9. Retirar a ferramenta que trava as engrenagens dos comandos (código 151002). Retirar o pino posicionador (código 151005).  Retirar a ferramenta (código 151001) que trava os eixo-comandos.

10. Com o tensor ainda na posição de máxima tensão, ou seja, o ponteiro deslocado para a direita, instalar uma chave Allen de 6 mm e afrouxar a porca de fixação. Girar o tensor através do excêntrico com a chave Allen no sentido anti-horário, até o ponteiro do tensor posicionar-se no centro da cavidade da placa suporte. Apertar a porca de fixação com torque de 27 Nm. Com a ajuda de um espelho verificar o posicionamento do ponteiro. Caso o ponteiro passe desta cavidade, refazer o procedimento a partir do passo 3.

Montar todas as peças removidas e finalizar a troca. Depois disso, ligar o motor.

Obs: Após ligar o motor, qualquer ruído anormal que surgir no circuito primário, pode ser um indicador de falha de montagem. Nesta situação desligar o motor imediatamente e repitir o procedimento de instalação. Também verificar se nenhum componente foi danificado.

Troca da correia dentada do motor Renault K4M

Banner Principal
foto

Autor: Sindirepa MT

Faça seu Comentario :

Leia Mais Posts Relacionados

Voltar Para o Topo